A luta pelo respeito às eleições democráticas, contra a compra de votos e pela aplicação da Lei da Ficha Limpa, foram pautas da reunião na tarde do dia 25 de julho, na sede da ASMMP/MS (Associação Sul-Mato-Grossense dos Membros do Ministério Público), com a finalidade de combater as desinformações nas campanhas eleitorais gerais de 2022 no Estado.

O MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral), organização da Sociedade Civil integrada por mais de 70 entidades nacionais de diversos segmentos formando uma Rede com Movimentos, Organizações Sociais, Organizações Religiosas e Entidades da Sociedade Civil, através de sua Coordenação Estadual de Mato Grosso do Sul, convidou mais de 12 entidades para participar do encontro.

Na ocasião foram debatidas:

  •  Análise e deliberação para indicação da entidade que assumirá a Coordenação Estadual para o Biênio 2022/2026 do MCCE/MS;
  • Deliberação sobre a realização do Seminário sobre “Financiamento Público, Prestação de Contas Eleitorais, Fiscalização das Redes Sociais e combate a Fake News”, no mês de agosto.

Restou consignado que realizarão novas reuniões com as demais organizações da sociedade civil que integram o MCCE/MS, tais como a AMANSUL, OAB/MS, APREMS, e outras que nao estiveram presentes com a finalidade de oficializar a colaboração com o TRE/MS e a formação de observatórios e contribuir com a segurança e o equilíbrio das campanhas eleitorais de 2022.

Estiveram presentes a Advogada Dra. Janete Amizo, representante dos Juristas Pela Democracia/MS; o Presidente da ASMMP, Promotor de Justiça Dr. Romão Ávila Milham Junior; a Presidente da ADEP/MS, Defensora Publica de Segunda Instância Dra. Olga Lemos Cardoso de Marco; e o Coordenador do MCCE, Advogado Dr. Lairson Palermo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *